A Especificação de Requisitos que define o PAF-ECF está dividida em blocos, são eles:

Bloco I – Requisitos gerais aplicáveis a todos PAF-ECF;

Bloco II – Requisitos específicos do PAF-ECF para estabelecimento revendedor varejista de combustível automotivo;

Bloco III – Requisitos específicos do PAF-ECF para restaurantes, bares e estabelecimentos similares e para controle de conta de clientes;

Bloco IV – Requisitos específicos do PAF-ECF para farmácia de manipulação;

Bloco V – Requisitos específicos do PAF-ECF para oficina de conserto, hotel e similares;

Bloco VI – Requisitos específicos do PAF-ECF para transporte de passageiros;

Bloco VII – Requisitos específicos do PAF-ECF para posto de pedágio;

Bloco VIII – Requisitos específicos do PAF-ECF para estacionamento, motéis e similares, que pratiquem o controle de tráfego de veículos ou pessoas;

Bloco IX – Requisitos específicos do PAF-ECF para prestador de serviços de cinema, espetáculos ou similares;

Bloco X – Requisitos específicos do PAF-ECF para geração e transmissão automática de informações e arquivos.

Observação: para cada um dos blocos informados acima, existe um conjunto de requisitos necessários para implementação no software.

Além da ER-PAF-ECF, outro documento que também auxilia na implementação correta do PAF-ECF é o PERFIL DE REQUISITOS, este define o que cada estado exige de cada um dos requisitos da especificação.

Tendo em posse estes dois documentos (ER-PAF-ECF e Perfil de Requisitos) atualizados, o desenvolvedor poderá começar a desenvolver o seu Programa Aplicativo Fiscal ou atualizá-lo.